Monday, 28 January 2008

em londres as rapozas. foxes, animais selvagens, por deus! e gritam durante a noite como gatos. em londres a capacidade de agir sem pensar. servir atrás de um balcão, quem diria? não se sabe nunca o que as pessoas diriam da gente. as rapozas parecem ter sido expulsas das pradarias inglesas. nem sei direito o que são pradarias. mas agora elas vivem na cidade, do lixo, no jardim aqui de casa. rapozinhas. em londres fica a semi-auto-determinação. a faculdade cujo diretor é o slavoj zizec, cujo professor ilustre é o eric hobsbawm. em londres as rapozas me amedrontam descendo do ônibus na madrugada, as rapozas, meu deus! animais selvagens.

Friday, 25 January 2008

meu quarto em londres está pra alugar!

amigos, preciso alugar meu quarto em londres com certa pressa. se souberem de meninas (não é uma casa mista, hshshsh) procurando onde morar por aqui, por favor, façam circular a palavra.

o quarto é double, bem legal, espaçoso, numa casa de 4 quartos onde moram 3 gurias de porto alegre, todas muito limpinhas e organizadinhas. a casa é super boa, enorme, com uma sala aconchegante com sofás e mesa de jantar. a cozinha tem tudo e bastante espaço pra guardar coisas. tem também um jardim enorme que no verão vai ser uma beleza!

a casa fica em tooting bec, sul de londres, sw17, a umas 3 quadras da estação de metrô. tem também parada de ônibus a 50 metros.

o aluguel é 360 pounds por mês.

meu e-mail é mariamad@gmail.com

Monday, 14 January 2008

é uma coisa que não vou aprender
qualquer direção não é a da saída
mas volto a querer fugir
e tento dizer isso com as palavras que mais se pareçam com as minhas
como se dizer fosse expelir
mas o diabo é que não é
estou prestes a tomar uma decisão
eu quero fazer poesia ou tentar entender?
sou uma péssima poeta
e enquanto escrevo posso sentir a força que dirijo sobre a minha força
é trapaça dizer que não é meu o empurrão
desde o primeiro movimento
mesmo que eu nem me reconheça nesse discurso
mesmo que não consiga rastrear o meu caminho
agora qualquer palavra me parece imprecisa
assim qualquer palavra me parece falsa
que bom se a palavra fosse mais que a palavra
(toda palavra já nasce morta, isso sempre)
(ou é esse meu engano capital)
que bom se lida a palavra se transformasse
não pra reviver a palavra e sim pra salvar o dia
como é possível que eu ainda elabore numa hora dessas?
sendo espontânea não me reconheço
se isso aqui fosse poesia ainda assim não bastava
não é escrever, não é londres, não é renato ou francisco ou qualquer nome de homem
ou de mulher
não é o pai, não é a mãe
não é que eu queira ir pra praia
ou pular o futuro imediato
ou pular o presente ou esquecer alguma coisa
tampouco é querer lembrar
(não adianta chamar a psicanalista)
eu não quero lembrar e ter afeto pela memória
cresce o nó e o tempo não vai ter fim
e se eu fosse viajar até não ter mais dinheiro
e depois se via?
qualquer idéia é repetição
e nem é hora de idéias
juro que não sei daonde vim
nem pra quem mandaria essas notas
nunca achei que falar ajudasse
a não ser que ajuda fosse a impossibilidade de retroceder o falar
(não é preciso filosofar sobre essa impossibilidade, é auto-evidente)
mas como seria bom se falar ajudasse
eu falaria, como falo, e falaria mais
mesmo que nunca conseguisse
transformar o nó em poesia

Thursday, 13 September 2007

-----> e no dia 28 de setembro, a partir das 18h30, vou me despedir de quem aparecer pra tomar um chopp magnífico comigo ali no bar do instituto goethe. como já sabem, não ligarei pra ninguém. portanto, considerem-se convidados a partir daqui mesmo.

bom, pessoal, minha estada em porto alegre está chegando ao fim. deixo a cidade dia 30 de setembro e pretendo me agendar até lá pra ver todos aqueles que me amam. como vocês bem sabem que eu não sou ninguém de ligar, me procurem caso queiram aproveitar o tempo que resta comigo.

Wednesday, 12 September 2007


Percursos do olhar, percursos no tempo, no espaço, na cidade, na paisagem. Percursos traçados, imaginados, possíveis, percorridos. A ser realizado em setembro de 2007, o projeto Percursos colocará em questão as trajetórias do olhar, propondo diferentes pontos de vista para pensar a arte, sua legitimação e sua relação com a cidade - elementos a serem percebidos e relacionados. Serão diversos artistas de múltiplas atuações, apresentando trabalhos movidos pela possibilidade de encontrar novos olhares para situações comumente despercebidas no cotidiano.
As propostas terão origem na ocupação de territórios através de caminhos percorridos e mapeados na cidade – serão treze proposições, ações e intervenções diferentes. Desta forma, será produzida uma cartografia sentimental da cidade de Porto Alegre, estabelecendo novos diálogos no movimento cíclico e contínuo do dia-a-dia.
Seja em situações públicas ou privadas, em espaços expositivos e virtuais ou em meio ao caos da cidade, os artistas realizarão seus trabalhos como elementos de contra-fluxo em um universo de persistentes paradigmas, sobretudo o da legitimação da obra de arte por vias institucionais. Criam-se, assim, novas propostas de interlocuções com a cidade e espaços de troca, estabelecidos a partir de novos trânsitos entre artista e comunidade.
Os percursos visuais traçados a partir das propostas individuais dos artistas serão caminhos a serem percorridos e desenhados durante o mês de setembro. O projeto também prevê a realização de um mapa psicogeográfico - que será construído em movimento a partir dos projetos realizados e do encontro entre os artistas e o público. Percursos também contará com um edital que será lançado em setembro para seleção de trabalhos de webarte nacionais e internacionais.

Maiores informações sobre o projeto, como locais, horários, artistas e trabalhos poderão ser acessadas através dos website http://www.percursos.com.br/ , que funcionará como um canal aberto para discussão e troca de experiências.

Marina Camargo e Romy Pocztaruk convidaram artistas e designers para percorrer espaços, paisagens e idéias junto com elas: Andrei Thomaz, Camilla Mello, Carina Sehn, Caroline Valansi, Cláudia Paim, Fabio Mentz, Fabíola Kooling, Juliano Ambrosini, Luciane Cocaro, Manuela Eichner, Marcelo Gobatto, Mirco Zanini, Coletivo CDM (Eduardo Silveira, Leonardo Furtado, Pablo de la Rocha e Ricardo Mello), Equipe Box 3 e os artistas do Atelier Subterrânea, Antônio Augusto Bueno, Gabriel Netto, Guilherme Dable, James Zortéa, Lilian Maus e Túlio Pinto.
A produção de Percursos ficou a cargo de Juliana Angeli.


A journey for the eyes, a journey in time, journeys through space, in the city, through the landscape. Journeys that have been planned, imagined, accomplished. Possible journeys. To take place in September 2007, Percursos (Journeys) is a project aiming to question the paths our views usually cross, proposing new ideas and connections. From the work of artists with different backgrounds, Percursos hopes to find new possibilities of seeing the unseen ways of looking into the ordinary life.
The project will gather thirteen works taking as a starting point propositions, actions and interventions whose origins are the artist’s own paths, mapping the city, creating an emotional cartography of Porto Alegre, looking for dialogues that can give other senses to the cyclic, continuous movement of everyday life
Either in public or private settings, in virtual and exposition spaces or absorbed by the city chaos, the artists will execute their works as counter-flux elements in a universe of persistent paradigms, especially the one on the institutional means of legitimating the work of art.
The visual journeys as of the artist’s individual proposals will be paths to be crossed during September. The project will also produce a psycho-geographical map – which will be built in motion, starting from the works and the meetings between the public and the artists.
Concept: Marina Camargo and Romy Pocztaruk.Executive production: Juliana Angeli
Press relations: Baby Baumgarten
Graphical Design: Romy Pocztaruk and Marina Camargo
English Portuguese translation/: Maria Luiza Madureira
Site: Box 3

More information on the project can be obtained through the website,
http://www.percursos.com.br/, which will also be a channel for exchanging experiences and discussion.

andei sendo citada entre textos de clarice lispector e paulo leminski, vejam só!

 
Google